Movimento Natura

MOVIMENTO natura

ASSOCIAÇÃO PESTALOZZI DE SAPEAÇU

Fruto da determinação de uma mãe, escola de educação especial beneficia pessoas com deficiência em município baiano

imagem

Que tal inspirar mais gente com esta história?

Foi motivada por sua filha, hoje com 21 anos, que Sulemi das Neves Coaxi adentrou o mundo da educação especial. Suzana é portadora de múltipla deficiência (paralisia cerebral, deficiência mental e autismo) e, por quatro anos, sua mãe percorreu as estradas da Bahia, saindo do pequeno município de Sapeaçu em busca de atendimento especializado nos grandes centros. Tanta pesquisa e procura levou à criação, em 1999, da Associação Pestalozzi de Sapeaçu, que hoje atende cerca de 170 pessoas com deficiência, entre 3 e 60 anos de idade. 
 
Formada em Letras, Sulemi fez três pós-graduações: em psicopedagogia, fonoaudiologia e gestão escolar. Além de ser professora do Estado cedida à Associação Pestalozzi, ela atua como presidente voluntária da associação e ainda dá palestras e cursos na área de educação especial a convite de prefeituras e instituições de pós-graduação. “Minha vida hoje é só educação especial”, diz. Consultora Natura há três anos, Sulemi inscreveu sua iniciativa no Programa Acolher do Movimento Natura e teve o trabalho reconhecido em 2013, o que lhe rendeu apoio técnico e financeiro. Em outubro de 2014, ela venceu o Prêmio Claudia na categoria Consultora Natura Inspiradora. “Vejo isso como uma consequência do apoio da Natura”, reconhece. “Este prêmio nos ajuda a divulgar o projeto e aumenta nossa responsabilidade em melhorar o nível do trabalho.”  

Ela comemora a parceria, que proporcionou à Associação um Encontro de Formação de Redes com o empreendedor em rede Augusto Gutierrez. “Organizações bem-sucedidas são organizações que têm uma rede forte”, diz Augusto. Mirando isso, o grupo trabalhou o fortalecimento das relações. “Ele nos ajudou a perceber melhor as relações e parcerias que temos, o cuidado com essas relações, com a comunicação, com o orçamento”, enumera Sulemi. 

Sulemi esteve ainda do 1º Fórum Baiano de Negócios Socioambientais, em dezembro de 2014, e, no mês anterior, participou de uma oficina no seminário Social Good Brasil Lab, em Florianópolis, em que foram propostas soluções para problemas reais de empreendedoras sociais do Movimento Natura. A oficina rendeu frutos: foi criado um grupo de colaboração, com pessoas de diferentes estados, que se articulam para a produção de um vídeo de divulgação da Associação Pestalozzi e para o treinamento e capacitação de profissionais de educação especial. “2014 foi um ano significativo”, afirma.

O grande desafio de Sulemi continua a ser uma sede própria para o projeto, que hoje funciona em uma escola desativada cedida pela Igreja Batista. “Fazemos apenas a manutenção do imóvel. Agora, renovamos por mais um ano até resolvermos a questão de sede”, diz. A Associação já identificou um espaço à venda, avaliado em 200 mil reais, mas busca parceiros que possam ajudar na compra do terreno e na construção da casa. No fim de 2014, começou uma campanha arrecadas doações.

DO QUE PRECISAVAM
  • Ter uma sede própria.
  • Conseguir mais fontes de recurso.
  • Aumentar a equipe de profissionais especializados.
  • Montar uma sala de informática e uma brinquedoteca.
  • Renovar o mobiliário da instituição.
 
O QUE CONSEGUIRAM
  • Reconhecimento no Programa Acolher do Movimento Natura com apoio técnico e financeiro.
  • Encontro de Formação de Redes, onde foram mapeados parceiros, pessoas e organizações, além de soluções para dificuldades encontradas pela Associação.
  • Sulemi Coaxi foi ganhadora do Prêmio Claudia em 2014 na categoria Consultora Natura Inspiradora.
  • Participação na Oficina do Seminário Social Good, com a formação de um grupo de apoio à Associação na página do Facebook https://www.facebook.com/groups/grupopestalozzi/