MOVIMENTO natura

ELAS POR ELAS VIVENDO POSITHIVO
Saúde e Bem estar
Umuarama - PR
Projeto atua com portadores de HIV/AIDS oferecendo suporte ao tratamento, bem como orientando pessoas de grupos de risco a fazerem a prevenção.
Iniciativa: Assistência a portadores de HIV/AIDS e trabalho de prevenção em Umuarama – PR.
bruna marcelly coutinho
Conheça essa iniciativa

Iniciativa

A iniciativa Elas por Elas Vivendo Posithivo oferece assistência aos portadores de HIV/AIDS de Umuarama (PR), seja por meio de seus tratamentos ou até prestando suporte psicológico e jurídico. O projeto ainda conta com o espaço “Nosso Lar”, no qual disponibiliza leitos a esses pacientes, e o trabalho sobre prevenção da doença.
 
Desafio: Mobilização de voluntários para o projeto.
 
COMO VOCÊ PODE COLABORAR
  • Divulgue: Faça essa história chegar mais longe! Compartilhe a iniciativa para seus familiares, amigos e nas redes sociais.
     
  • Ofereça o que você faz bem: Seja um voluntário digital e ofereça seu talento com apoio nas áreas em que você pode atuar de qualquer lugar do país, seja em comunicação, finanças, etc.
     
  • Participe: Sua presença fará a diferença!
     
  • Compartilhe suas ideias: Converse pelo fórum ou envie uma mensagem para a responsável da iniciativa Elas por Elas Vivendo Posithivo
 

O que Fazemos

  • Suporte aos portadores de HIV/AIDS e suas famílias;
  • Apoio psicológico e jurídico;
  • Orientações sobre prevenção e tratamentos;
  • Centro “Nosso Lar” com leitos para pacientes.
 

Nossos Desafios

  • Mobilização de voluntários.
 
 

O que já conseguimos

  • Inserção das assistidas no mercado de trabalho;
  • Benefícios conquistados por meio da assistência jurídica;
  • Melhor adesão ao tratamento;
  • Palestras em empresas;
  • Construção do espaço “Nosso Lar”, com nove leitos;
  • Aumento na busca de atendimento.
 
CONHEÇA A INICIATIVA
 
A Consultora Natura Bruna Marcelly Coutinho envolveu-se com a causa do combate ao HIV/AIDS e à defesa dos que vivem e convivem com o vírus em 2000, quando sua mãe descobriu ser soropositiva. Por dez anos, ela lutou pela sua qualidade de vida, mas infelizmente em 2010 sua mãe faleceu. Desde então, Bruna engajou-se na luta para garantir os direitos e melhorar a qualidade de vida das mulheres que são assistidas pela casa de apoio "Nosso Lar", criada em 2007. A instituição possui nove leitos e atende pessoas de Umuarama e região que procuram o município para realizar exames e consultas.

A iniciativa Elas por Elas Vivendo Posithivo faz parte do Grupo União Pela Vida, que atende pessoas vivendo e convivendo com HIV/AIDS e as populações específicas que se caracterizem pela sua vulnerabilidade em relação ao vírus: homossexuais, profissionais do sexo, travestis e transexuais e mulheres heterossexuais acima de 12 anos de idade.
 
Bruna acredita que as violações aos direitos das pessoas que vivem e convivem com o vírus HIV/AIDS e com hepatites virais e dos grupos vulneráveis são amplificados pelo medo e preconceito que a sociedade e os próprios portadores têm sobre as pessoas acometidas por estas doenças. Dentre as principais violações notadas pela Consultora Natura, há o preconceito e discriminação, a dificuldade em conseguir emprego ou se estabilizar no trabalho, a violência física e psíquica, o fornecimento deficitário ou moroso de consultas com médicos e a dificuldade de obtenção de remédios e de exames.
 
Com a realização de reuniões semanais para fortalecer a troca de experiência e convívio social, a iniciativa conseguiu introduzir diversas mulheres no mercado de trabalho, assim como deu assessoria jurídica, conquistando benefícios como moradias para mulheres com baixa renda e vivendo em situação de vulnerabilidade. O projeto também tem conseguido uma melhor adesão ao tratamento e uso dos medicamentos por mulheres soropositivas, o que não é algo fácil visto que muitos destes medicamentos têm efeitos colaterais dolorosos que interferem no desempenho profissional e na qualidade de vida. Nos últimos 3 anos a iniciativa conquistou maior visibilidade por meio de palestras em empresas parceiras, o que resultou no aumento de pessoas que buscam o CTA (Centro de Triagem e Aconselhamento) do município de Umuarama para o teste rápido de HIV/Aids e outras DSTs.
 
Outra conquista foi a parceria com o banco de alimentos do município de Umuarama, que consiste na distribuição de hortaliças oriundas de doações de supermercados e quitandas da cidade.  A iniciativa também realiza serviços de terapia e de assessoria jurídica gratuita para as pessoas atendidas. A ONG ainda faz parte do fórum paranaense de ONG AIDS, das Cidadãs Positivas e dos Conselhos Municipais da Saúde e da Mulher, nos quais aborda temas relacionados à AIDS e às formas de prevenir e enfrentar a doença na região.
 
A maior dificuldade da iniciativa é financeira, para a manutenção dos seus projetos e ações. Bruna sonha com uma sede própria para a iniciativa, pois hoje pagam aluguel e correm o risco de fechar as portas da casa de apoio. Com mais recursos, Bruna promoveria oficinas que desenvolvam a capacidade dos assistidos pela casa de apoio na reintegração profissional e social e também investiria o dinheiro em uma melhor infraestrutura para arrecadar fundos para uma sede própria.
 
Se você, como Bruna, gostaria de ajudar esta causa, então essa é sua chance! Movimente-se e divulgue essa iniciativa!
 
Conheça melhor a iniciativa!

Conheça essa iniciativa