Movimento Natura

MOVIMENTO natura

20 computadores para aulas gratuitas de informática
Educação
São Mamede - Paraíba
Para aproximar os pais da escola, professora passou a oferecer aulas de informática para adultos.
#educação #inclusaodigital #escola
Milena Guedes Morais
Conheça essa iniciativa

Iniciativa

Inclusão da Família na Escola é uma iniciativa que oferece aulas de informática gratuitas  para pais de alunos em São Mamede, na Paraíba.

Desafio principal: Conseguir 20 computadores novos ou em bom estado de funcionamento para as aulas de informática gratuitas.
 
 
VOCÊ PODE COLABORAR
  • Divulgando: Faça essa história chegar mais longe! Compartilhe a iniciativa para seus familiares e amigos nas redes sociais.
     
  • Oferecendo o que você faz bem: Seja um voluntário digital com apoio nas áreas de comunicação, finanças e jurídico.
     
  • Participando: Seja voluntário presencial nos finais de semana. 
     
  • Compartilhando suas ideias: Converse pelo fórum ou envie uma mensagem para a responsável da iniciativa Trabalho Maria de Nazaré.

O que Fazemos

  • Oferecemos aulas de informática gratuitas para pais de alunos da Escola Municipal Professora Fildani Souto Gouveia e para a comunidade em geral.
 

Nossos Desafios

  • Desafio principal: Conseguir 20 computadores novos ou em bom estado de funcionamento para as aulas de informática gratuitas.
 

O que já conseguimos

  • Formar quatro turmas noturnas, de 12 alunos cada.
  • Estreitar as relações dos pais com a escola dos filhos.
  • Diminuir o índice de reprovação escolar.

CONHEÇA A INICIATIVA
 
Milena Guedes Morais, uma professora de informática em uma escola municipal de São Mamede, na Paraíba, teve uma ideia para estreitar as relações dos pais com a vida escolar dos filhos. Desde 2009 ela dá aulas de informática básica, à noite, para pais e parentes de alunos e para a comunidade em geral. “Queríamos aumentar o contato com os pais, que antes acontecia apenas nas reuniões de pais e professores”, conta Milena. Ao frequentar as aulas na escola, eles passam a se interessar mais pela rotina e pelos estudos dos filhos. O resultado é claro, diz a professora: o índice de reprovações diminuiu.
 
Milena, que durante o dia dá aulas para adolescentes de 11 a 15 anos, tem quatro turmas noturnas em que a idade dos alunos varia de 20 e poucos anos até 60 anos. As aulas gratuitas têm duas horas de duração e são ministradas de segunda a quinta-feira. Aos poucos é possível ver os benefícios para essas pessoas, algumas das quais não sabiam nem ligar um computador. “Eu fico maravilhada”, diz a professora, lembrando de uma aluna de quase 60 anos que, de leiga completa, hoje assiste a videoaulas de artesanato para produção e venda em sua loja.
 
O maior empecilho para a iniciativa de Milena, no entanto, é o estado dos computadores. Recebidos pela escola em 2006 por meio de um programa do governo federal, as máquinas já estão velhas e defasadas. Dos 20 computadores originais, hoje só 12 funcionam. “Eu tenho que organizar os computadores, ligá-los e deixar tudo pronto antes que os alunos cheguem para a aula, porque [os micros] são muito lentos”, lamenta Milena.
 

Conheça essa iniciativa